...Deixa Eu Brincar De Ser Feliz! Deixa Eu Pintar O Meu Nariz...


26/12/2006


 

O Naufrágio

 

Tem que existir algum lugar pra mim
Que não me sufoque, que me deixe ver o azul do céu
Sentir a brisa acariciar meu rosto
Sem precisar pensar no amanhã..
To cansada, me sinto fraca
e agora não tenho com quem contar...
Só eu sei e mais ninguém....
O que é certo pra você é errado pra mim!
Sinto que me faltar o ar...









All That I'm Living For (tradução)
Evanescence


Tudo pelo qual eu estou vivendo
Tudo pelo qual eu estou morrendo
Tudo o que eu não posso ignorar quando sozinha à noite

Eu posso sentir a noite começando
Me separar da vida
Me compreender depois de tudo o que eu vi
Juntando todos os pensamentos num só
Encontrando as palavras para me sentir melhor
Se eu ao menos soubesse como me pôr de lado

(refrão)
Tudo pelo qual eu estou vivendo
Tudo pelo qual eu estou morrendo
Tudo o que eu não posso ignorar quando sozinha à noite
Tudo o que eu queria
Porém eu queria mais
Trancar a última porta aberta - meus fantasmas estão lucrando comigo

Eu acredito que meus sonhos são sagrados
Pegue os meus medos mais obscuros e jogue com eles
Como uma canção de ninar
Como uma razão
Como uma peça sobre minhas obsessões
Me faça compreender a lição
Para que eu me encontre
Para que eu não me perca novamente

(refrão)

Acho que eu pensava que deveria mudar o mundo
Para fazer com que você me enxergue
Para ser a única
Eu poderia fugir para sempre
Mas de que adiantaria eu vir
Sem ficar de luto por seu amor?

(refrão)

Eu deveria machucar para te amar?
Eu deveria me sentir como eu me sinto?
Eu deveria trancar a última porta aberta
- meus fantasmas estão lucrando comigo...

Escrito por Flavinha às 12h24
[ ] [ envie esta mensagem ]

13/12/2006


 


 

Soneto De Separação

Vinicius de Moraes

 

 

De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto

De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama

De repente não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente

Fez-se do amigo próximo, distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente

 


 

 

Escrito por Flavinha às 10h09
[ ] [ envie esta mensagem ]

 


 

Eu Juro

Armandinho

 

Estamos tão longe
Tão perto tão bem
E os anjos nos dizem amém.
Fiquei trabalhando até tarde;
Mas não vou dormir sem dizer:
Que eu juro
Te juro amor eterno.
Estamos tão longe
Tão perto tão bem
E os anjos nos dizem amém.
Fiquei na função até tarde,
Mas não vou dormir sem dizer
Que eu juro
Te juro amor eterno
Eu juro
Te juro amor eterno.
Sem você aqui, paraíso sem cor
Sem você aqui, primavera sem flor
Que eu juro
Te juro amor eterno
( o teu olhar me diz tantas coisas, tantas coisas loucas, que quando chega perto a minha alma não deixa mentir, esse teu olhar é pouco pra mim é um ponto sem fim. esse teu olhar, numa boa, é um tu dentro de mim.)
Eu o paraíso sem flor
Sem você aqui, primavera sem flor
Eu juro
Te juro amor eterno.

Escrito por Flavinha às 10h01
[ ] [ envie esta mensagem ]

29/11/2006


... Cristal Quebrado ...


 

 

Apenas um Jardim

 

 

Dias escuros reinam no meu paraíso

Agora abre-se uma janela para a loucura,

Mas eu não vou, não quero ir...

Parecem me sugar....

 

Assim caminho numa estrada sem sumo,

Sem acostamento, sem carros...

Nela estou sozinha

Sozinha pq você me deixou

 

Agora as flores de outros jardins

Te enfeitiçam

Talvez seja tarde demais

Quando perceber que as flores

Eram ilusão e ver q o nosso jardim que era bonito.

Escrito por Flavinha às 13h10
[ ] [ envie esta mensagem ]

17/11/2006


 

Só pra não perder o costume de postar!

Em breve posts interessantes.....

 

Escrito por Flavinha às 18h08
[ ] [ envie esta mensagem ]

05/06/2006



Anjo

Roupa Nova

Se você vê estrelas demais
Lembre que um sonho não volta atrás
Chega perto e diz "Anjo"
Se você sente o corpo colar
Solte o seu medo bem devagar
Chega perto e diz "Anjo"
Bem mais perto e diz "Anjo"
Se uma coisa louca
Sai do seu olhar
Fique em silêncio
Deixa o amor entrar
Pra que tanta pressa de chegar
Se eu sei o jeito e o lugar
Se eu sei o jeito e o lugar

Escrito por Flavinha às 02h07
[ ] [ envie esta mensagem ]

04/06/2006


"Os anéis de Saturno vou roubar para você"

                        


Carnavália

Tribalistas

Vem pra minha ala que hoje a nossa escola
Vai desfilar
Vem fazer história que hoje é dia de glória
Neste lugar
Vem comemorar, escandalizar ninguém
Vem me namorar vou te namorar também
Vamos pra avenida, desfilar a vida, carnavalizar

Na Portela tem, Mocidade, Imperatriz
No Império tem, uma Vila tão feliz
Beija Flor, vem ver, a porta-bandeira
Na Mangueira tem morena da Tradição

Sinto a batucada se aproximar
Estou ensaiado para te tocar

Repique tocou, o surdo escutou
E o meu coração (tamborim)
Cuíca gemeu
Será que era eu
Quando ela passou por mim
Lá lá lá...

Escrito por Flavinha às 13h52
[ ] [ envie esta mensagem ]

MEU ANJO!

Anjo do Céu

Armandinho

Um anjo do céu
Que trouxe pra mim
É a mais bonita
A jóia perfeita

Que é pra eu cuidar, que pra eu amar
Gota cristalina
Tem toda inocencia

Vem oh meu bem
Não chore não
Eu vou cantar pra você


Um anjo do céu
Que me escolheu
Serei o seu porto
Guardião da pureza

Que é pra eu cuidar, que pra eu amar
Gota cristalina
Tem toda inocencia


Vem oh meu bem
Não chore não
Eu vou cantar pra você

TE AMO!!!

Escrito por Flavinha às 13h19
[ ] [ envie esta mensagem ]

03/05/2006


 

 

A Camisa e o Botão

Babado Novo

 

Quando o sol sair me beije, me beije mais, me beije logo
Quando o sol sair me beije, me beije antes que escureça
Não me deixe só em outro planeta
Se a gente quiser, o mundo se ajeita

Como a camisa e o botão
Como as estrelas lá do céu
Como a estrada e o caminhão
Como você e eu

Quando o sol sair me beije, me beije mais, me beije logo
Quando o sol sair me beije, me beije antes que escureça
Não me deixe só em outro planeta
Se a gente quiser, o mundo se ajeita

Como a saudade e o coração
Como a caneta e o papel
Como a chuva no verão
Como você e eu

Vamos sair para ver o sol
Do nosso planeta
Sim meu amor quando a gente quer o mundo se ajeita

Como a camisa e o botão
Como as estrelas lá do céu
Como a estrada e o caminhão
Como você e eu

Como a saudade e o coração
Como a caneta e o papel
Como a chuva no verão
Como você e eu

Escrito por Flavinha às 22h02
[ ] [ envie esta mensagem ]

12/04/2006


 


Peixe Vivo - Milton Nascimento

A minha alma chorou tanto,
Que de pranto está vazia
Desde que aqui fiquei,
Sem a sua companhia

Não há pranto sem saudade
Nem amor sem alegria
É por isso que eu reclamo
Essa tua companhia

Como pode um peixe vivo
Viver fora da água fria?
Como poderei viver
Como poderei viver
Sem a tua, sem a tua
Sem a tua companhia?
Sem a tua, sem a tua
Sem a tua companhia?

 

Escrito por Flavinha às 01h59
[ ] [ envie esta mensagem ]

09/04/2006


AmO - Te...

 

Vinícius de Morais

Soneto do amor total

Amo-te tanto meu amor... não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te enfim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

 

Escrito por Flavinha às 17h16
[ ] [ envie esta mensagem ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Nordeste, SALVADOR, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese
MSN - flavia.rbw@hotmail.com